Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007

Para sempre...mulher! Para sempre...Amália!

FADO DO CIÚME

Se não esqueceste
O amor que me dedicaste,
E o que escreveste
Nas cartas que me mandaste,
Esquece o passado
E volta para meu lado,
Porque já estás perdoado
De tudo o que me chamaste.

Volta meu querido,
Mas volta como disseste,
Arrependido
De tudo o que me fizeste,
Haja o que houver
Já basta p'ra teu castigo
Essa mulher
Que andava agora contigo.

Se é contrafeito
Não voltes, toma cautela
Porque eu aceito
Que vivas antes com ela
Pois podes crer
Que antes prefiro morrer
Do que contigo viver
Sabendo que gostas dela.

Só o que eu te peço
É uma recordação,
Se é que mereço
Um pouco de compaixão,
Deixa ficar
O teu retrato comigo,
P'ra eu julgar
Que ainda vivo contigo

sinto-me:
tags: ,
publicado por picarota310172 às 17:00
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Poesia

. Nuvens correndo num rio

. Vaidade

. O NOSSO dia!

. Fiz um conto para me emba...

. Tortura

. Para sempre...mulher! Par...

. Auto-retrato

. Charneca em flor

. ORQUÍDEA